Lucas Silveira está de volta

Lucas Silveira volta a competir depois de três meses e meio afastado das ondas.

0
Lucas Silveira está de volta aos eventos.

O surfista profissional Lucas Silveira está de volta às competições após três meses e meio de afastamento para se recuperar de uma fratura na perna esquerda. O atleta, que completa 24 anos na próxima quarta-feira (29), participou do Pro Taghazout Bay, etapa do WSL Qualifying Series (QS) de nível 5.000 que acontece no Marrocos.

O surfista sofreu uma fratura na perna esquerda durante uma sessão de surfe no País Basco no último mês de outubro. Operado ainda na Espanha, o surfista teve que encarar um longo e penoso processo de recuperação, com fisioterapia diária e muito apoio da família e dos amigos.

A competição no Marrocos não estava nos planos mais otimistas do surfista, mas as circunstâncias positivas, como a boa recuperação e o fato de algumas pranchas mágicas terem ficado em Portugal, motivaram Lucas a voltar a competir em Taghazout. Ericeira, em Portugal, é o pico que consagrou Lucas como campeão mundial júnior em 2016. As lembranças são sempre positivas. “Eu tinha que passar de qualquer jeito para pegar algumas pranchas mais novas que ficaram em Portugal e aproveitei para fazer um pitstop em Ericeira, descansar uns dias antes de ir para o Marrocos”, explicou Lucas.

Lucas Silveira no ataque em Portugal.

O fisioterapeuta Marcelo Amaral destaca a dedicação do surfista, que procurou buscar bastante apoio na família, além de realizar outras atividades, como meditação e tocar violão, para complementar a recuperação. “Ele é um atleta diferenciado, tem uma dedicação e positividade fora do comum. É uma lesão difícil para um atleta, ficar tanto tempo fora da água, e ele consegue sorrir e transcender isso tudo. Ele acabou fazendo coisas que requerem outras habilidades e focou em meditação e tocar violão, e se dedicou a parte familiar. Quando começou realmente a parte da fisioterapia e o trabalho mais forte, ele foi extremamente comprometido, querendo treinar sábado e domingo. Com certeza isso ajudou muito, ele está bastante confiante, embora não esteja 100% ainda, mas a confiança dele e a fé superam tudo isso”, relatou Amaral.

Lucas Silveira focado no retorno às competições.

A confiança é um dos aliados do surfista, que começa no Marrocos a buscar sua vaga para entrar na elite do surfe mundial. “A lesão não está 100% recuperada, mas está suficiente para eu conseguir surfar. Decidi competir mesmo não estando 100% por ser uma onda boa de surfar, com vários picos em volta também, sem muito risco. Também quero aproveitar para competir em uma onda boa também, o que nem sempre acontece”, afirmou. Ter ficado um bom período fora da água também fez Lucas refletir sobre o corpo, a mente e o trabalho. “É impressionante como pude perceber a evolução de cada dia. Todos os dias, desde que me machuquei, eu me sinto um pouco melhor. Ficar sem surfar por tanto tempo fez eu valorizar e perceber o quanto gosto de estar na água e o quanto isso me faz bem”, disse o atleta.

Lucas Silveira rasga forte em Floripa.

Depois do Marrocos, a próxima competição de Lucas Silveira será outro QS 5.000 Oi Hang Loose Pro Contest, de 11 a 16 de fevereiro, na Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha.

Acompanhe Lucas Silveira nas redes sociais:
Instagram: @silveiralvcas
Facebook: https://www.facebook.com/LucasSilveiraProSurfer/