Lotação máxima no Ceará

Com 30 anos de história, Circuito Estadual Cearense abre temporada a partir desta sexta-feira (15) em Paracuru (CE). Evento tem inscrições esgotadas e será transmitido ao vivo pelo Waves.

0
Cauã Costa é um dos talentos da nova geração cearense.

Entre os dias 15 e 17 de março, todas as gerações do surfe cearense têm um encontro marcado no Pena Paracuru Pro, válido pela primeira etapa do Circuito Cearense de Surf, que completa 30 anos de existência em 2019.

O palco está armado na famosa praia do Ronco do Mar e a expectativa é grande, já que todas as vagas foram preenchidas três dias antes da abertura da competição.

Além de marcar o início das comemorações dos 30 anos de criação do Circuito Estadual Cearense, o evento também será válido como etapa do Abrasp Tour, oferecendo pontos valiosos na corrida pelo título brasileiro.

As categorias em disputa são Sub 8, Sub 12, Sub 14, Sub 16, Sub 18, Open (sem limite de idade), Profissional (sem limite de idade), Sênior (a partir de 28 anos), Master (a partir de 35 anos), Kahuna (a partir de 45 anos), Longboard (sem limite de idade), Surf Adaptado (sem limite de idade), Feminino Júnior (Sub 18) e Feminino Open (sem limite de idade).

A premiação total da categoria Profissional será de R$ 10 mil. Entre os amadores, ela será composta por 12 blocos Teccel, kits Pena e troféus.

Potiguar Alan Jhones é um dos muitos atletas de outros estados que costumam prestigiar a competição.

Sobre os 30 anos do Circuito Cearense de Surf

Há 30 anos, mais precisamente em 1989, nascia o Circuito Cearense de Surf, que ao longo de três décadas revelou talentos e serviu de base para grandes eventos com alguns dos maiores astros do surfe brasileiro e mundial.

Muitos atletas, entre os Tops do CT Michael Rodrigues (local da Praia do Futuro) e Silvana Lima (local da Praia do Ronco do Mar), tiveram passagem pelo circuito cearense.

Outros, como os potiguares Jadson André e Italo Ferreira, também tiveram no circuito um importante aliado na conquista do sucesso profissional. Filipe Toledo e Gabriel Medina também já visitaram o Ceará em eventos nacionais criados a partir da credibilidade construída ao longo dos anos pelo Cearense de Surf, tido como um dos mais competitivos do Brasil.

E foi essa reconhecida competitividade que possibilitou o surgimento de grandes nomes do surfe como Fábio Silva (campeão mundial ISA), Tita Tavares (campeã mundial QS), Pablo Paulino (bicampeão mundial Pro Junior), dentre muitos outros, que contribuíram para colocar o Ceará em um dos lugares de maior destaque no cenário esportivo nacional.

Cartaz do Pena Paracuru Pro 2019.

Segundo o Presidente da Federação de Surf do Estado do Ceará, Amélio Júnior, o Circuito Cearense de Surf é o mais antigo certame estadual da modalidade, em todo o território nacional, e que nunca foi interrompido, sendo esta a 31ª edição da competição.

Assim, atletas e simpatizantes têm motivos de sobra para comemorar essa data tão importante e celebrar juntos mais uma corrida pelos cobiçados títulos do Circuito Cearense, que se inicia neste fim de semana e contará com quatro etapas que serão realizadas ao longo do ano de 2019.

O evento será transmitido ao vivo pelo Waves.

O Pena Paracuru Pro conta com o patrocínio de Pena Surfwear e Prefeitura de Paracuru (SEJEL/SETUR). Apoio: D’Cofibras, Malhas Menegotti, Revista Beach Show, Hotel Vento Brasil, ASCEFED e Abrasp. Realização: Federação de Surf do Estado do Ceará e Top 16 Promoções.