Louisie Frumento na batalha

Em busca de um patrocinador principal, Louisie Frumento é um dos destaques da etapa decisiva do Rip Curl Guarujá Open, a partir desta sexta-feira (13), na Praia do Tombo (SP).

0
Revelação do litoral paulista, Louisie Frumento luta contra a falta de patrocínio.

Uma das principais revelações femininas do Guarujá (SP) nos últimos anos, a surfista Louisie Frumento tem a chance de erguer mais uma importante taça na sua trajetória como competidora.

Vencedora da etapa inicial, a atleta de 19 anos é um dos destaques na final do Rip Curl Guarujá Open de Surf 2019, a partir desta sexta-feira (13), na Praia do Tombo. Mais do que um novo título municipal, ela sabe que pode mostrar seu potencial na luta contra a falta de patrocínio e se empenha para fazer bonito.

“Minha expectativa é muito boa e depois da vitória na primeira etapa, estou mais confiante. Sei do meu potencial e do que sou capaz. Entro numa bateria para dar o meu melhor, independente das condições do mar. Quero apenas fazer o que mais gosto e mostrar meu surfe. Quem sabe, conseguir um patrocínio”, afirma a atleta, que por falta de dinheiro está competindo menos.

Para ela, o título também é importante, por receber o Bolsa Atleta, benefício da Prefeitura de Guarujá a atletas de rendimento. “É uma ajuda importante, porque os custos para uma competição são bem altos. Acredito que a ausência de patrocínio atrasa o sonho do atleta, porque temos de correr atrás de recursos para competir e isso mexe com a rotina de treinos e, principalmente, com o psicológico”, argumenta Louisie.

“Há alguns anos que eu estou competindo e viajando com os custos sob minha responsabilidade e de meus pais. Planejo voltar a competir como profissional em breve e espero conseguir retornar aoQualifying Series (QS), mas por enquanto vou participando dos eventos que cabem no meu bolso”, lamenta a surfista, que além da Bolsa Atleta, tem apoio de Água Marinha e de seu pai, o shaper Luiz Juquinha, responsável por suas pranchas e também pela orientação técnica. “Meu pai é muito importante, porque conhece muito. Tem muita experiência”, elogia.

Louisie busca o bicampeonato seguido do Rip Curl Guarujá Open.

Se repetir a dose na Praia do Tombo, será o segundo ano seguido que Louisie é a campeã geral feminina do Rip Curl Guarujá Open. “Em 2018 foi o primeiro ano que eu ganhei diretamente o Guarujaense e o ranking. Nas outras edições eu fui a melhor da Cidade, sendo a campeã municipal, mas foi só ano passado que levantei o troféu pela primeira vez. O bom é que vou competir em casa, onde sempre treino, com apoio da família”, ressalta.

Em paralelo aos treinos, Louisie cursa a Faculdade de Administração, na Don Domênico, e faz estágio em uma empresa. “Para ter dinheiro para competir e pagar o curso. Os treinamentoss continuam fortes e constantes. Surfo o maior número de horas possíveis durante a semana e tenho apoio do Crossfit Guarujá, que me proporciona dias pesados de treino”, diz a surfista, que já garantiu conquistas em nível nacional nas categorias de base e acumula títulos também no Sebastianense, Santista e Bertioguense, foi tricampeã no A Tribuna Colegial e terceira no Pro-Júnior.

A final do Rip Curl Guarujá Open de Surf terá três dias de disputas e junto com a feminina, mais 11 categorias em ação. Outras atrações serão a Surf Trip Air Show, bateria especial valendo R$ 200 para o melhor aéreo, e a definição do supercampeão, envolvendo os campeões municipais da temporada.