Vaga olímpica em jogo

Especialistas em Pipeline, Kelly Slater e John John Florence travam duelo à parte pela última vaga destinada aos EUA nos Jogos Olímpicos.

0
Kelly Slater possui nada menos do que sete títulos na etapa do CT em Pipeline.

Quinto colocado no ranking do Championship Tour e na disputa pelo título mundial, o californiano Kolohe Andino já garantiu sua vaga nas Olimpíadas de Tóquio 2020.

Como cada país só poderá levar dois representantes aos Jogos – e o Havaí competirá sob a bandeira norte-americana no Japão – resta apenas uma vaga para os surfistas dos EUA e do Havaí na categoria masculina.

E a briga está acirrada entre Kelly Slater e John John Florence, que mesmo lesionado ainda tem grandes chances de garantir um lugar na estreia do esporte dos reis como modalidade olímpica. Um pouco atrás no ranking, o havaiano Seth Moniz também tem chances e corre por fora.

De fora das últimas cinco etapas após a lesão no joelho direito que o tirou das quartas de final do Oi Rio Pro, Florence ocupa a oitava posição do ranking com 33.220 pontos e está na frente na disputa pela vaga.

Vice-campeão em 2013 e 2017, John John Florence curiosamente nunca venceu o evento no quintal de casa.

O havaiano ainda se recupera da cirurgia, mas já disse que se a vaga olímpica depender da última etapa do Championship Tour em Pipeline, pode antecipar sua volta e competir nas ondas do quintal de casa mesmo sem estar 100%.

Com 30.355 pontos no ranking, já computando o nono lugar na etapa de Peniche, Kelly Slater participa provavelmente de sua última temporada completa no Championship Tour.

Depois de uma grave lesão no pé direito que o tirou do Tour em 2018, o atleta de 47 anos viveu uma temporada de altos e baixos em 2019.

O auge do onze vezes campeão mundial nesta temporada foi um terceiro lugar na etapa de Keramas, em Bali. Mas Kelly desperdiçou algumas chances de ouro e acumula uma série de eliminações nas oitavas de final ao longo deste ano.

Seth Moniz corre por fora, mas também tem ao seu lado uma grande experiência na bancada havaiana.

Já o estreante Seth Moniz corre por fora e, com 27.791 pontos no ranking, cresceu nesta temporada somente após um terceiro lugar nos canudos de Teahupoo, Taiti.

Criado em Pipeline, ele tem essa vantagem ao seu lado para surpreender, mas sabe que a tarefa não será simples, pois seus concorrentes à vaga olímpica também são especialistas nos canudos da rainha do North Shore.

Tops já garantidos nas Olimpíadas de 2020*

Masculino

1 Kanoa Igarashi (JPO)
2 Kolohe Andino (EUA)
3 Jordy Smith (AFR)

Feminino

1 Sally Fitzggibons (AUS)
2 Stephanie Gilmore (AUS)
3 Johanne Defay (FRA)
4 Tatiana Weston-Webb (BRA)

*Os dez primeiros surfistas elegíveis do ranking do Championship Tour masculino e as oito primeiras do feminino garantem vaga nos Jogos. Clique aqui para entender os critérios de classificação.