Teahupoo é o palco

Esquerdas de Teahupoo vencem concorrência e sediarão o surfe nos Jogos Olímpicos de Paris em 2024.

0
Gabriel Medina é um dos especialistas nas esquerdas de Teahupoo.

O reef break de Teahupoo foi oficialmente escolhido nesta quinta-feira (12) como o palco oficial do surfe nos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Em junho deste ano, o pico taitiano foi sugerido como alternativa para receber a modalidade e acabou vencendo a concorrência de locais consagrados como Hossegor, Biarritz e Lacanau.

“É uma grata surpresa e um reconhecimento extremamente importante ​​para a nossa história. Isso restaurará a honra da Polinésia, onde o surfe começou”, comemora Lionel Teihotu, presidente da federação de surfe do Taiti, em depoimento à agência AFP.

De acordo com o canal France 24, a decisão foi tomada por “motivos esportivos”. Em outras palavras, os organizadores sabiam que o evento será muito mais emocionante sendo disputado em um Teahupoo perfeito do que em um beach break francês durante o verão.

Ter uma competição olímpica feminina na bancada polinésia também será histórico, uma vez que o Taiti não faz parte do Championship Tour da WSL devido a preocupações com a segurança. Por meio de um comunicado, os organizadores disseram que há toda a intenção de realizar as competições masculinas e femininas em Teahupoo.

“Podemos colocar as mulheres na água em uma hora do dia em que as ondas estiverem um pouco menores”, diz Teihotu. “Temos muito tempo para planejar isso agora e permitir que as mulheres também surfem em Teahupoo”, complementa o dirigente.

Os Jogos Olímpicos de Paris estão marcados entre os dias 26 de julho e 11 de agosto, bem durante a temporada de ondas na Polinésia Francesa. Será a segunda vez que o surfe vai participar do principal evento esportivo do planeta.