Nas graças do mercado

Com bons resultados no Tour e valorizado no mercado, Kanoa Igarashi sonha com o primeiro ouro olímpico na história do surfe.

0
Kanoa Igarashi é um dos candidatos à primeira medalha de ouro na história do surfe olímpico.

Grande esperança japonesa do surfe nos Jogos Olímpicos de Tóquio, Kanoa Igarashi vive um momento incrível em sua carreira.

Até o ano passado, Kanoa era conhecido apenas entre os fãs da World Surf League. Agora, carregando a bandeira do Japão depois da inclusão do surfe nas Olimpíadas, a situação tem mudado bastante.

Japonês de cabelo loiro, criado na Califórnia (EUA) e descendente de japonês, o Top é um dos atletas mais badalados do mercado, e os patrocinadores e profissionais de marketing têm apostado bastante em sua imagem.

De acordo com a Bloomberg, Igarashi atingiu os US$ 2 milhões de receita anual em 2018, e certamente os valores aumentaram de lá pra cá.

Há dois anos, com o surfe olímpico ganhando força, a receita de Igarashi atingiu US$ 2 milhões, segundo a Bloomberg. De lá para cá, os valores certamente aumentaram, com novas logomarcas preenchendo a prancha do atleta.

Os patrocinadores corporativos vão desde a Visa Inc., que chegou a exibir um anúncio na TV japonesa mostrando Igarashi surfando em uma onda de cartões da empresa, até um conglomerado chamado Kinoshita Group, que fabrica materiais de construção e opera casas de repouso.

Os ganhos certamente vão disparar se ele ganhar o ouro olímpico para o Japão.

“Muitos de nós ainda não sabemos o que esperar das Olimpíadas e como tudo vai dar certo”, disse Igarashi à Reuters. “Mas meus principais patrocinadores definitivamente veem o valor nas Olimpíadas”, conta o atleta.

“O surfe é um esporte jovem, um esporte moderno, um esporte social, e acho que o Japão ainda não percebeu isso”, continua Kanoa.

Californiano de 22 anos cai nas graças do mercado e vai com tudo em busca do ouro.

Aos 22 anos, o nipo-americano é bastante elogiado por ser talentoso, carismático, educado e falar várias línguas. “É realmente divertido e interessante para mim, mas, você sabe, o que eu quero fazer é moldar a imagem do surfe no Japão para ser mais jovem e atrair um público mais jovem”, conta Igarashi.

O atleta começou a surfar com apenas 3 anos em Huntington Beach, e se classificou para o Championship Tour em 2015.

No ano passado, ele terminou em sexto lugar no ranking mundial e venceu seu primeiro evento na elite em maio, na ilha de Bali. “Eu sei que sou capaz de conseguir isso”, afirma Igarashi, sobre suas chances de medalha de ouro em Tóquio. “Eu sei que tenho tudo o que preciso para me tornar um medalhista de ouro”.

Curiosamente, as disputas de surfe durante os Jogos do Japão terão como palco as ondas de Tsurigasaki, onde seu pai surfava durante a juventude. “Ele praticamente descobriu as ondas onde as Olimpíadas serão realizadas. Ter esse tipo de conexão espiritual é especial”, diz Igarashi.

“Eu me sinto muito confortável sabendo que há algum tipo de conexão lá com meu pai. Sinto que há muitas coisas no meu caminho e só quero tirar vantagem disso”, acrescenta Kanoa. “Mal posso esperar para ver aquele momento em que estou pegando minha primeira onda nas Olimpíadas com meu pai assistindo”, finaliza o Top.

Fonte: Wkzo.com