Medina avança na raça

Gabriel Medina vira bateria nos minutos finais e supera francês na terceira fase do Quiksilver Pro France.

0
Gabriel Medina garante vaga na quarta fase do Quiksilver Pro France.

Com muita dificuldade, o brasileiro Gabriel Medina passou pelo francês Marco Mignot na terceira fase do Quiksilver Pro France, etapa do Tour que acontece no sudoeste francês.

Em ondas de 1 metro e formação regular no beach break de La Graviere, Medina ficou atrás no placar até os minutos finais da bateria, quando virou a batalha com uma nota 5.53, totalizando 9.76 pontos, contra 8.84 do adversário.

Chamado de última hora para substituir Adriano de Souza, afastado do Tour devido a uma lesão no joelho, Mignot largou na frente com um tubo de frontside avaliado em 5.67.

Medina lutou muito para reagir e quase arrancou uma nota expressiva dos juízes depois de mandar um aéreo rodando de backside numa fechadeira. O bicampeão mundial e atual líder do ranking chegou a aterrissar, mas ficou atrás da espuma e os juízes consideraram a manobra incompleta.

O incrível esforço do brasileiro foi recompensado nos minutos finais, depois de muitas tentativas de todas as maneiras nas difíceis ondas de La Graviere, seja tentando entubar, voar ou até mesmo apostando nas batidas. Com um tubo rápido, seguido de uma batida na junção, Medina conseguiu sua melhor nota na bateria (5.53) e finalmente virou o placar.

Antes de bater Mignot, o líder do ranking viu seu principal concorrente ser eliminado no Quiksilver Pro France. Atualmente em segundo lugar, Filipe Toledo caiu diante do convidado francês Marc Lacomare e viu sua situação na corrida pelo título mundial ficar ainda mais complicada.

Além de Filipe, o Brasil perdeu os atletas Caio Ibelli, Michael Rodrigues, Willian Cardoso e Peterson Crisanto, eliminados por Jeremy Flores, Ryan Callinan, Wade Carmichael e Seth Moniz, respectivamente.

O próximo a entrar em ação é Yago Dora, que enfrenta Griffin Colapinto. No último duelo do round 3 masculino, Italo Ferreira trava uma batalha verde-amarela com Jessé Mendes.

Na sequência, a WSL promove os confrontos da terceira fase feminina, também com sistema de baterias simultâneas.

Confira mais detalhes em nossas próximas atualizações.