Medina solta o pé

Gabriel Medina despacha Griffin Colapinto em grande estilo na terceira fase do Open J-Bay; Deivid Silva também faz bonito e avança às oitavas.

0
Luca Castro / @lucaxiz
Gabriel Medina derrota Griffin Colapinto na terceira fase do Open J-Bay.

O brasileiro Gabriel Medina avançou às oitavas de final do Open J-Bay, sexta etapa do Championship Tour que acontece em Jeffreys Bay, África do Sul.

Clique aqui para assistir ao vivo

Em boas ondas de até 2 metros na manhã deste sábado (13), o atual campeão mundial despachou o californiano Griffin Colapinto pelo placar de 15.00 a 10.00 no terceiro duelo do round 3.

Na luta para quebrar um tabu de 35 anos sem vitórias de um goofy em J-Bay (Mark Occhilupo foi o último, em 1984), Medina precisou tirar um aéreo reverse da cartola para pular na frente com nota 5.76.

Não demorou muito e o brasileiro finalmente achou uma parede para soltar as pancadas de backside. Ele finalizou uma longa direita com muita técnica e arrancou 7.83 dos juízes, disparando na liderança.

Griffin chegou reagir com 6.50 pontos em uma sequência de rasgadas, mas Medina não deixou barato e ampliou a vantagem rapidamente, com muita potência nas batidas de backside e nota 7.17.

Com o swell bombando na baía sul-africana, a direção de prova optou pelo sistema de “overlapping heats”, com baterias simultâneas de 45 minutos cada.

Adriano de Souza acelera nas direitas, mas fica pelo caminho em Jeffreys Bay. Foto arquivo:

Yago Dora e o aussie Ryan Callinan chegaram a dividir o line-up com Medina e Colapinto por alguns minutos, mas, ao contrário do duelo anterior, a bateria começou devagar.

A disputa entre os goofy-footers só foi pegar fogo na metade final, quando Callinan achou uma longa parede e mesclou rasgadas e cutbacks para conseguir nota 5.67.

Yago voltou para briga com 4.17 e chegou a virar o placar com batidas verticais e 6.83 pontos. Mas, a poucos minutos do fim, Callinan decretou a vitória com nota 7.43 em uma bela pancada na junção.

A bateria seguinte reuniu o brasileiro Adriano de Souza e o californiano Kolohe Andino, atual vice-líder do Championship Tour.

Mineirinho, que 2012 venceu uma etapa do Qualifying Series em J-Bay, mostrou sintonia com o pico ao soltar rasgadas com velocidade e colocar para dentro de alguns canudos.

Em um deles, o brasileiro chegou a quebrar a prancha no meio e precisou pegar o equipamento reserva. Em outro tubo, ele acabou “atrapalhado” por Yago Dora na saída, que tinha a prioridade sob o brasileiro na bateria.

Deivid Silva solta as pauladas de backside e avança às oitavas de final. Foto arquivo:

O equilíbrio marcou a disputa do início ao fim, com Mineiro precisando de 5.74 para virar o placar, mas sem a prioridade a dez minutos do final. O guarujaense foi para cima e acelerou nas direitas, mas pecou nas finalizações e acabou eliminado pelo placar de 12.33 a 9.60.

Coube a Deivid Silva a missão de colocar mais um representante do Brasil nas oitavas de final. E o rookie não decepcionou, soltando fortes pauladas de backside e finalizando as ondas com muita precisão na disputa contra o francês Jeremy Flores.

Logo no começo de bateria, Deivid anotou 6.50 e 6.00 e disparou na liderança, mas viu o rival encostar com uma boa sequência de manobras e nota 7.00. O brasileiro não deixou barato e espancou outra direita, desta vez com impressionantes 6.93 pontos em apenas uma batida de backside, vencendo o duelo por 13.34 a 11.70.

Depois do masculino, as mulheres entram na água para a realização da terceira fase. As baterias também serão disputadas no sistema de overlapping.

Open J-Bay 2019

Baterias já realizadas da terceira fase

1 Jordy Smith (AFR) 15.67 x 10.74 Soli Bailey (AUS)
2 Owen Wright (AUS) 11.40 x 11.27 Joan Duru (FRA)
3 Gabriel Medina (BRA) 15.00 x 10.00 Griffin Colapinto (EUA)
4 Ryan Callinan (AUS) 13.10 x 11.33 Yago Dora (BRA)
5 Kolohe Andino (EUA) 12.33 x 9.80 Adriano de Souza (BRA)
6 Deivid Silva (BRA) 13.34 x 11.70 Jeremy Flores (FRA)

Duelos pendentes

7 Julian Wilson (AUS) x Ezekiel Lau (HAV)
8 Conner Coffin (EUA) x Adrian Buchan (AUS)
9 Filipe Toledo (BRA) x Michael February (AFR)
10 Michael Rodrigues (BRA) x Willian Cardoso (BRA)
11 Wade Carmichael (AUS) x Sebastian Zietz (HAV)
12 Michel Bourez (FRA) x Ricardo Christie (NZL)
13 Kanoa Igarashi (JAP) x Frederico Morais (POR)
14 Seth Moniz (HAV) x Peterson Crisanto (BRA)
15 Kelly Slater (EUA) x Caio Ibelli (BRA)
16 Italo Ferreira (BRA) x Jack Freestone (AUS)