Inspirado nos legends

Jeremy Flores cita Mick Fanning e Derek Hynd como motivações em J-Bay.

0
Jeremy Flores cita Mick Fanning e Derek Hynd como motivações em J-Bay.

Dono de uma das melhores atuações no segundo dia do Open J-Bay, o francês Jeremy Flores destacou suas fontes de motivação para arrepiar as ondas sul-africanas. Com 7.57 e 8.27 nas duas melhores ondas, Jeremy superou o português Frederico Morais e o brasileiro Jessé Mendes na repescagem da prova.

“Eu busco inspiração em Mick Fanning”, disse o veterano francês e número 15 do mundo. “Acho que ele é o melhor aqui e suas linhas são incríveis”, revelou Jeremy.

O francês também rasgou elogios ao lendário Derek Hynd, ex-surfista profissional, treinador, escritor e adepto ao surfe sem quilhas, residente em J-Bay.

“Costumava surfar muito com o Derek quando era jovem e vê-lo surfar aqui é impressionante”, contou Flores. “Ele é um ser humano único e seu surfe em J-Bay é o verdadeiro negócio. Muitas pessoas tentam copiar sua abordagem aqui, mas ninguém chega perto. Ele é o mestre”.

A própria abordagem de Flores foi prejudicada por uma lesão recorrente nas costas, mas ele surfou com a dor em uma bateria acirrada que teve Frederico Morais em segundo lugar e Jessé Mendes eliminado do evento.

“Estou feliz por ter ganho porque perdi minhas últimas cinco baterias e não é uma boa sensação”, continuou Flores. “Então, espero que seja aqui que eu mude de direção. Você sabe que eu só quero passar baterias; isso é tudo que importa. Quero pegar muitas ondas boas e me divertir um pouco”.