Medina joga duro

Com notas acima de 8 pontos, Gabriel Medina começa forte na etapa do CT que acontece no Surf Ranch; Italo Ferreira e Yago Dora também entram no G-8.

0
Gabriel Medina brilha em suas primeiras apresentações no Surf Ranch.

Com ótimas performances em suas duas primeiras apresentações no Surf Ranch, o bicampeão mundial Gabriel Medina disparou na liderança provisória do Freshwater Pro, etapa do Championship Tour que acontece em Lemoore, Califórnia (EUA).

Clique aqui para ver as fotos

Vencedor das duas únicas competições individuais disputadas até hoje na piscina de ondas desenvolvida por Kelly Slater, o brasileiro estreou com 8.27 pontos na esquerda, finalizada com um Kerrupt Flip, e repetiu a pontuação na direita.

Quando voltou ao outside para a sua segunda apresentação, Medina foi ainda mais agressivo, aumentando sua pontuação na esquerda para 8.77 e melhorando também na direita, onde obteve 9.00.

“Só quero agradecer a Deus por esta oportunidade e temos ondas perfeitas, tudo o que precisamos fazer é surfar o nosso melhor”, disse Medina. “Estou feliz com o meu desempenho. Os turns que eu queria fazer nas duas ondas eu consegui, então é incrível não ter nenhum erro. É importante chegar ao topo da classificação, mas ainda há muito a ser percorrido, mas estou me sentindo bem e confiante. Eu gosto dessa situação de pressão e sinto essa pressão, acho que todo mundo gosta. Espero que eu possa continuar assim e obter outro bom resultado”, finalizou o brasileiro.

Bicampeão mundial dispara na liderança com 17.77 pontos.

As performances colocaram Medina na lista de maiores pontuadores do dia até o momento. Para ter ideia da superioridade do atleta, ele estaria disparado na liderança provisória mesmo se somasse suas duas notas descartadas.

Gabriel Medina ainda terá mais uma bateria pela frente e pode aumentar ainda mais o somatório de 17.77 pontos em 20 possíveis. Os oito melhores atletas garantem vaga na fase final do evento.

Outro brasileiro que se destacou foi Italo Ferreira, que também já disputou duas baterias. Na primeira apresentação, o atleta obteve apenas 3.73 na esquerda, mas fez bonito na esquerda e descolou 7.77.

Italo Ferreira também faz bonito na abertura do Freshwater Pro.

Quando voltou a entrar em cena, Italo mandou 6.57 na esquerda e 8.40 na direita, garantindo suas duas melhores ondas no dia.

Quem também ficou entre os Top 8 foi Yago Dora, que obteve teve 7.93 em sua primeira esquerda e 5.70 em sua segunda esquerda. Em sua cola está Jessé Mendes, que somou as duas ondas da sua segunda apresentação (6.87 na esquerda e 6.40 na direita).

Assim como Jessé, os brazucas Deivid Silva (17º), Jadson André (19º), Michael Rodrigues (22º), Peterson Crisanto (23º) e Mateus Herdy (24º) ficaram fora do G-8 nesta quinta-feira.

Yago Dora ocupa a oitava e última posição no G-8 depois de duas apresentações, mas 12 atletas ainda não estrearam na prova.

A competição tem sequência nesta sexta-feira (20/9). Dos 36 participantes da categoria masculina, 24 já fizeram duas das três apresentações que têm direito.

Já 12 surfistas ainda nem estrearam na competição, incluindo o líder do ranking, Filipe Toledo, e seus compatriotas Caio Ibelli e Willian Cardoso.

Nesta sexta, a prova será aberta ao público e terá início às 12h (horário de Brasília). O evento termina no sábado. Acompanhe a transmissão ao vivo no Waves.

View this post on Instagram

Tune in LIVE on worldsurfleague.com, Facebook Live, or the free WSL app to watch the #FreshwaterPro pres. by @outerknown

A post shared by World Surf League (@wsl) on

View this post on Instagram

Tune in to the #FreshwaterPro pres. by @outerknown live on worldsurfleague.com, Facebook Live or the free WSL App

A post shared by World Surf League (@wsl) on

Pontuações do primeiro dia do Freshwater Pro: