Medina imbatível

Soberano, Gabriel Medina domina as ondas artificiais do Surf Ranch mais uma vez e faz a festa no Freshwater Pro, oitava etapa do Tour.

0
Gabriel Medina domina o Surf Ranch pelo terceiro ano consecutivo.

Pelo terceiro ano consecutivo, o brasileiro Gabriel Medina dominou as ondas artificiais do Surf Ranch e manteve o reinado em Lemoore, Califórnia (EUA). Medina já havia vencido um evento especial em 2017 e repetiu a dose no ano seguinte, quando o local passou a sediar uma etapa do Championship Tour. A história se repetiu este ano e o bicampeão mundial não deu mole aos adversários, subindo ao topo do pódio mais uma vez e assumindo a liderança do ranking mundial com 44.695 pontos, apenas 295 a mais que Filipe Toledo, vice-campeão no Surf Ranch também pelo terceiro ano consecutivo.

“Foram três dias longos e é incrível conseguir a vitória contra esses caras. Eles são os melhores do mundo”, disse Gabriel Medina. “Essas duas primeiras ondas da final foram muito boas e e é incrível derrotar surfistas como o Filipe (Toledo), o Julian (Wilson), o Owen (Wright), o (Griffin) Colapinto, todos eles surfam muito também. Estou feliz pela vitória e espero manter esta sequência de bons resultados até o fim. Fiquei muito contente com meu desempenho aqui e esses pontos são realmente importantes no ranking”.

Depois de passar em primeiro pela fase classificatória, Medina entrou com tudo na fase decisiva, mesmo depois de um verdadeiro show dos adversários. Muito concentrado, o brasileiro mandou 9.93 na esquerda e detonou também de backside, somando 8.93 para ultrapassar o australiano Owen Wright e o compatriota Filipe Toledo, que estavam empatados em primeiro com 17.33 pontos.

Filipe Toledo volta a sentir dores nas costas, mas termina em segundo lugar com ótimas apresentações.

A segunda apresentação dos finalistas teve apenas uma mudança no pelotão de frente. O australiano Julian Wilson tinha 9.63 em sua primeira esquerda e despontava como forte candidato a brigar pelo título, mas decepcionou nas direitas e sequer conseguiu ficar entre os quatro melhores que teriam direito a uma terceira e última apresentação.

Quem garantiu vaga na última session foi o californiano Griffin Colapinto, com 8.17 e 8.27 em sua segunda apresentação.

Ao término da decisão feminina, vencida pela californiana Lakey Peterson, os quatro melhores da categoria masculina tiveram suas últimas chances no Surf Ranch.

Griffin, Filipe e Owen tentaram estragar a festa de Medina, mas não conseguiram. Com o desgaste nas ondas do Surf Ranch, que exigem um grande esforço físico e mental, Filipinho ainda voltou a sentir a lesão nas costas sofrida durante o ISA Games no Japão.

Yago Dora fica em quinto lugar na prova.

Mesmo com muitas dores, o atleta foi para a água em busca do título, mas não adiantou, apesar de fazer bonito na esquerda e levantar a torcida depois de mandar um shove it e colocar pra dentro de base trocada. Apesar de cair no canudo, o brasileiro fez 7.43, mas não conseguiu melhorar seu somatório e ficou sem chance de brigar pelo título.

“Foram momentos realmente incríveis, nervosos, mas motivantes ao mesmo tempo”, disse Filipe Toledo. “Eu fiz essas últimas ondas para a torcida que lotou aqui hoje, me mandando energia. Quero agradecer a equipe médica da WSL por fazer tudo para aliviar minhas dores e estou feliz pelo Gabriel (Medina), que fez uma performance incrível, assim como pela Lakey (Peterson) e a Johanne (Defay). Agora vou relaxar um pouco, para depois ir pra França. Espero estar bem para competir nestes três últimos campeonatos e, talvez, ganhar o título”.

Com Filipe fora do páreo, o defensor do título da etapa voltou para a água já com a taça garantida, e ainda surpreendeu ao chamar a irmã, Sophia, para uma session no Surf Ranch.

Johanne Defay, Lakey Peterson, Gabriel Medina e Filipe Toledo no pódio da etapa.

Resultado

1 Gabriel Medina (BRA)
2 Filipe Toledo (BRA)
3 Owen Wright (AUS)
3 Griffin Colapinto (EUA)
5 Julian Wilson (AUS)
5 Yago Dora (BRA)
5 Adrian Buchan (AUS)
5 Jordy Smith (AFR)

Top 10 do CT depois de 8 etapas

1 Gabriel Medina (BRA) 44.695
2 Filipe Toledo (BRA) 44.400
3 Jordy Smith (AFR) 40.195
4 Kolohe Andino (EUA) 36.505
5 Italo Ferreira (BRA) 34.600
6 Kanoa Igarashi (JAP) 34.100
7 Owen Wright (AUS) 33.450
8 John John Florence (HAV) 32.955
9 Julian Wilson (AUS) 26.205
10 Kelly Slater (EUA) 25.705

View this post on Instagram

Congratulations @gabrielmedina on going back to back at the #FreshwaterPro pres. by @outerknown!! With the win, Medina is now sitting atop the rankings and is the new @jeep leader.

A post shared by World Surf League (@wsl) on

View this post on Instagram

Tune into the #FreshwaterPro pres. By @outerknown LIVE on worldsurfleague.com, Facebook Live or the WSL app

A post shared by World Surf League (@wsl) on

View this post on Instagram

The fans scored this a 9.1, the judges scored this a 9.63. What do you think? Click the link in our bio or head to wsl.tv/fans to join in on live scoring at the #FreshwaterPro pres. By @outerknown

A post shared by World Surf League (@wsl) on

View this post on Instagram

@julian_wilson starting the Finals going big 🚀 . Video by @peterkingphoto . Watch the #FreshwaterPro pres. by @outerknown live now on worldsurfleague.com, our free WSL App and our Facebook live page.

A post shared by World Surf League (@wsl) on