Interferência em debate

Interferência polêmica de Gabriel Medina em Caio Ibelli é o tema principal do episódio #114 do programa De Olho no Tour.

0

A briga pelo título mundial e pelas vagas olímpicas ganhou ingredientes novos e de sabores amargos para Gabriel Medina. O atual líder do ranking foi eliminado depois de cometer uma interferência polêmica em Caio Ibelli, na bateria válida pelas oitavas de final do CT em Portugal.

Medina alega que chegou antes ao outside e por isso deveria ter a prioridade, mas a comissão técnica da WSL sinalizou a prioridade para Caio. Na disputa por uma onda, o bicampeão mundial foi penalizado, perdeu a segunda nota e acabou eliminado.

Quem errou? A WSL, ao interpretar que a prioridade era de Caio Ibelli, ou Gabriel Medina, que não ficou atento à informação luminosa no palanque, nem ao locutor, e foi disputar a onda?

Este é o tema do episódio #114 do programa De Olho no Tour, que tem as opiniões dos especialistas em surfe Marcelo Andrade e Marcelo Boscoli, além da apresentação do jornalista Carlos Matias.

Imagens: Carlos Matias e WSL.

Edição: Carlos Matias.

Música: Watch It Glow – Silent Partner.

Apoio de mídia: Waves.

* Carlos Matias é Jornalista Profissional, trabalha com Surfe desde 2007, foi Editor de Jornalismo de um site especializado durante 10 anos e agora faz parte da equipe do site Waves. Matias já fez dezenas de coberturas de etapas do mundial no Brasil e no Hawaii, foi Produtor Executivo na Rádio Globo, produziu dezenas de eventos culturais e esportivos e foi Assessor de Imprensa em várias empresas e instituições como a Ponte Rio-Niterói, o Instituto de Previdência do Estado do Rio de Janeiro e a Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara Municipal do Rio de Janeiro.

* Marcelo Andrade tem 40 anos de experiência no surf, seja como competidor, técnico, Presidente e Diretor de associações, empresário, dono de surfshop, produtor de tv, comentarista de transmissões ao vivo e colaborador de veículos de comunicação. Marcelo Andrade escreve e dirige o blog Surf 100 Comentários.

* Marcelo Boscoli, surfista há 44 anos, foi atleta profissional nos anos 80 e venceu várias competições no Brasil. Foi um dos primeiros brasileiros a participar de etapas do circuito mundial profissional e competiu na Austrália, África do Sul, Europa, Hawaii e aqui no Brasil. Como Master, foi campeão dos Circuitos da Prainha-RJ e Arpoador (bicampeão) e ficou em sétimo lugar no mundial da categoria em Porto Rico. Marcelo Boscoli também já foi comentarista oficial da WSL em algumas etapas do Circuito Mundial.

Veja também a explicação da WSL divulgada nesta terça-feira: