Dia de folga

Rip Curl Pro Bells Beach é adiado na Austrália; próxima chamada acontece nesta sexta, às 17:40h (horário de Brasília).

0
Jessé Mendes aguarda estreia no Rip Curl Pro.

Depois de fazer duas chamadas, a WSL optou por adiar o Rip Curl Pro Bells Beach. A próxima chamada para o Rip Curl Pro Bells Beach acontece às 17:40h (horário de Brasília) desta sexta-feira.

“Infelizmente, o swell que ganhou força ontem diminuiu rapidamente e o que sobra está sendo acompanhado por um leve vento maral”, disse o diretor de prova da WSL, Kieren Perrow. “A boa notícia é que nos próximos dias podemos ver outro swell com ventos terral. Voltaremos amanhã de manhã para a próxima chamada”.

Cinco brasileiros já estão garantidos no round 3 masculino – Jadson André, Gabriel Medina, Filipe Toledo, Italo Ferreira e Yago Dora. Já Michael Rodrigues e Caio Ibelli caíram para a repescagem.

Faltam estrear na competição os atletas Willian Cardoso, Jessé Mendes, Peterson Crisanto e Deivid Silva, bem como Tatiana Weston-Webb, que disputa a categoria feminina.

Previsão das ondas

O sábado na Austrália (noite de sexta no Brasil) deve ter ondas um pouco menores, dessa vez com vento terral durante todo o dia.

No domingo, as ondas devem amanhecer ainda menores, ganhando força durante a tarde. Um forte vento terral é esperado pela manhã, mas tende a virar para maral e ficar mais intenso no decorrer do dia.

A segunda-feira tem bom potencial, com ondas podendo ultrapassar os 1,5 metro de face, mas influenciadas pelo vento maral moderado.

A previsão é de ondas menores na terça, principalmente durante a tarde. Os ventos devem soprar lateralmente pela manhã, virando para terral e em seguida para um maral leve a moderado.

Um novo swell pode surgir na quarta-feira, com ondas em torno de 1,5 metro e vento terral pela manhã, virando para maral no decorrer da tarde.

As condições podem aumentar ainda mais no dia seguinte, com séries passando dos 2 metros de face no início da tarde e vento terral.

Primeira fase masculina

1 Jadson André (BRA) 12.23, Jeremy Flores (FRA) 9.97, Owen Wright (AUS) 8.20
2 Jordy Smith (AFR) 10.26, Adrian Buchan (AUS) 8.07, Jack Freestone (AUS) 7.84
3 Filipe Toledo (BRA) 15.87, Kelly Slater (EUA) 10.63, Xavier Huxtable (AUS) 10.23
4 Ezekiel Lau (HAV) 10.57, Italo Ferreira (BRA) 10.06, Caio Ibelli (BRA) 9.73
5 Jacob Wilcox (AUS) 13.74, Julian Wilson (AUS) 13.73, Joan Duru (FRA) 11.00
6 Gabriel Medina (BRA) 13.70, Ryan Callinan (AUS) 13.00, Harry Mann (AUS) 7.87
7 Conner Coffin (EUA) 10.77, Leo Fioravanti (ITA) 10.60, Michael Rodrigues (BRA) 9.56
8 Kolohe Andino (EUA) 10.77, Seth Moniz (HAV) 8.67, Soli Bailey (AUS) 8.37
9 Ricardo Christie (NZL) 11.83, Yago Dora (BRA) 10.10, Wade Carmichael (AUS) 8.04

Baterias pendentes

10 Michel Bourez (PLF), Reef Heazlewood (AUS) e Deivid Silva (BRA)
11 John John Florence (HAV), Willian Cardoso (BRA) e Jessé Mendes (BRA)
12 Kanoa Igarashi (JAP), Mikey Wright (AUS) e Peterson Crisanto (BRA)

Primeira fase feminina

1 Lakey Peterson (EUA), Nikki Van Dijk (AUS) e Paige Hared (NZL)
2 Carissa Moore (HAV), Coco Ho (HAV) e Keely Andrew (AUS)
3 Stephanie Gilmore (AUS), Bronte Macaulay (AUS) e Kobie Enright (AUS)
4 Caroline Marks (EUA), Courtney Conlogue (EUA) e Brisa Hennessy (CRI)
5 Tatiana Weston-Webb (BRA), Malia Manuel (HAV) e Macy Callaghan (AUS)
6 Johanne Defay (FRA), Sally Fitzgibbons (AUS) e Sage Erickson (EUA)