Brazucas chegam junto

Filipe Toledo descola maior pontuação no primeiro dia do Rip Curl Pro Bells Beach; Gabriel Medina e Jadson André também vencem na estreia em Winkipop.

0
Filipe Toledo descola maior pontuação no primeiro dia do Rip Curl Pro Bells Beach.

A WSL deu início à primeira fase do Rip Curl Pro Bells Beach no pico alternativo de Winkipop, situado ao lado esquerdo do Bowl de Bells, onde está o palanque principal da segunda etapa do Championship Tour.

Clique aqui para ver as fotos

Depois de fazer três chamadas durante a manhã, a Liga optou por reavaliar as condições do mar ao meio-dia (horário local) e finalmente deu início às batalhas.

Em ondas de meio a 1 metro e formação prejudicada pelo vento lateral / maral, foram disputadas nove das 12 baterias da primeira fase.

Jadson André vence a primeira bateria do dia em Winkipop.

Cinco brasileiros seguiram adiante, com destaque para a performance de Filipe Toledo, autor do maior somatório da competição até o momento ao registrar 15.87 pontos.

À vontade nas direitas, Filipinho mandou 7.60 e 8.27 nas duas melhores ondas, deixando a briga pela segunda vaga entre o veterano Kelly Slater e o promissor local Xavier Huxtable, vice-campeão do Rip Curl Pro Trials e substituto do californiano Griffin Colapinto, que está lesionado.

Xavier fez uma boa apresentação, mas viu Slater virar o placar na última onda ao descolar 6.00 pontos quando precisava de 5.60.

“O vento está um pouco maral, mas ainda está divertido lá fora”, disse Filipe. “Se você pegar as ondas certas, como a segunda da série, terá uma parede limpa para fazer boas manobras de bordas e aéreos também, o que se encaixa em meu surfe. Eu surfei com uma prancha hoje que tem desenhos feitos pela minha filha, o que foi muito legal, como se ela estivesse lá fora comigo”, concluiu o brazuca.

Gabriel Medina também estreia com vitória na prova.

Ainda pelo round 1, Jadson André e Gabriel Medina estrearam com vitória.

Jadson abriu a etapa com uma boa performance diante do francês Jeremy Flores e do australiano Owen Wright, somando 5.83 e 6.40 para vencer a batalha.

Já Medina não começou tão bem o seu duelo, mas assumiu a liderança ao mandar 7.20 e 6.50 nas duas melhores ondas, deixando em segundo o australiano Ryan Callinan – autor de 5.83 e 7.17 – e em terceiro Harrison Mann, vencedor da triagem local.

“É sempre difícil enfrentar Ryan (Callinan), ele é um grande competidor”, disse Medina. “Além disso, ter um wildcard local é assustador porque eles conhecem melhor as ondas do que qualquer um no Tour, então é bom passar avançar. As ondas estavam um pouco devagar na bateria, então eu tive que ser paciente, o que pode ser difícil para mim, porque eu gosto de pegar muitas ondas, então estou definitivamente feliz por ter conseguido passar”.

Líder do ranking mundial, Italo Ferreira avança em segundo lugar.

Outros que avançaram foram Italo Ferreira e Yago Dora, classificados em segundo lugar nas suas respectivas baterias.

Líder do ranking mundial, Italo entrou em ação com a lycra amarela e somou 5.43 e 4.63 em um confronto acirrado vencido pelo havaiano Ezekiel Lau, que surfou apenas duas ondas e levou a melhor com 6.50 e 4.07.

O terceiro lugar ficou com o brasileiro Caio Ibelli, autor de 4.40 e 5.33.

Yago Dora garante o segundo lugar no último confronto do dia.

Na última bateria do dia, Yago Dora se deu bem e garantiu o segundo lugar com 5.57 e 4.53, avançando atrás do neozelandês Ricardo Christie e batendo o australiano Wade Carmichael.

Dois brasileiros foram para a repescagem. Além de Caio Ibelli, Michael Rodrigues amargou o terceiro lugar na sua bateria, ficando atrás de Conner Coffin e Leo Fioravanti. O cearense radicado em Florianópolis obteve 4.83 e 4.73, saindo da água precisando de 5.78.

Faltam três duelos para o término da primeira fase. Ainda não estrearam Deivid Silva, Willian Cardoso, Jessé Mendes e Peterson Crisanto.

A próxima chamada acontece nesta quinta-feira, às 17:45h (horário de Brasília). A direção também vai analisar as bancadas de Rincon e o Bowl de Bells, mas Winkipop segue como forte opção para receber as baterias.

Jacob Wilcox supera Julian Wilson e avança em primeiro na estreia.

Previsão das ondas

A ondulação tende a diminuir um pouco no terceiro dia da janela de espera, mas ainda proporcionando ondas bastante manobráveis e influenciadas pelo vento leste (maral), que começa leve a moderado, perdendo força gradativamente a partir do meio-dia.

O sábado na Austrália (noite de sexta no Brasil) deve ter ondas um pouco menores, dessa vez com vento terral durante todo o dia.

No domingo, as ondas devem amanhecer ainda menores, ganhando força durante a tarde. Um forte vento terral é esperado pela manhã, mas tende a virar para maral e ficar mais intenso no decorrer do dia.

Kelly Slater vira o placar na última onda e supera promessa local.

A segunda-feira tem bom potencial, com ondas podendo ultrapassar os 1,5 metro de face, mas influenciadas pelo vento maral moderado.

A previsão é de ondas menores na terça, principalmente durante a tarde. Os ventos devem soprar lateralmente pela manhã, virando para terral e em seguida para um maral leve a moderado.

Um novo swell pode surgir na quarta-feira, com ondas em torno de 1,5 metro e vento terral pela manhã, virando para maral à tarde.

Primeira fase masculina

1 Jadson André (BRA) 12.23, Jeremy Flores (FRA) 9.97, Owen Wright (AUS) 8.20
2 Jordy Smith (AFR) 10.26, Adrian Buchan (AUS) 8.07, Jack Freestone (AUS) 7.84
3 Filipe Toledo (BRA) 15.87, Kelly Slater (EUA) 10.63, Xavier Huxtable (AUS) 10.23
4 Italo Ferreira (BRA) 10.06, Ezekiel Lau (HAV) 10.57, Caio Ibelli (BRA) 9.73
5 Jacob Wilcox (AUS) 13.74, Julian Wilson (AUS) 13.73, Joan Duru (FRA) 11.00
6 Gabriel Medina (BRA) 13.70, Ryan Callinan (AUS) 13.00, Harry Mann (AUS) 7.87
7 Conner Coffin (EUA) 10.77, Leo Fioravanti (ITA) 10.60, Michael Rodrigues (BRA) 9.56
8 Kolohe Andino (EUA) 10.77, Seth Moniz (HAV) 8.67, Soli Bailey (AUS) 8.37
9 Ricardo Christie (NZL) 11.83, Yago Dora (BRA) 10.10, Wade Carmichael (AUS) 8.04

Baterias pendentes

10 Michel Bourez (PLF), Reef Heazlewood (AUS) e Deivid Silva (BRA)
11 John John Florence (HAV), Willian Cardoso (BRA) e Jessé Mendes (BRA)
12 Kanoa Igarashi (JAP), Mikey Wright (AUS) e Peterson Crisanto (BRA)