Molecada levanta a taça

Estadual Amador do Rio de Janeiro define os campeões da temporada com disputa eletrizante em Itacoatiara (RJ).

0
Cauã Costa comemora o título estadual na categoria Mirim.

A Federação de Surfe do Estado do Rio de Janeiro (Feserj) finalizou o Circuito Estadual Amador de 2018 de forma emocionante no último domingo (21), na praia de Itacoatiara, Niterói (RJ).

O Itacoatiara Open de Surf foi apresentado pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer da Prefeitura de Niterói e terminou com os surfistas comemorando os títulos da etapa e da temporada.

No sábado, o mar amanheceu pesado e a direção da Feserj optou por transferir as disputas dos surfistas com até 12 anos para o Canal de Itaipu por questões de segurança. Foi lá que foram definidos os melhores do ano nas categorias Petiz (Sub 10), Infantil (Sub 12) e Feminino Infantil.

No domingo as condições ainda estavam desafiadoras, e os atletas um pouco mais experientes botaram pra baixo nas direitas e esquerdas que rolaram entre o meio da praia e o Costão (canto esquerdo), e que chegaram a 1,5 metro em algumas séries.

Em jogo estavam as disputas dos títulos do ano nas categorias Mirim, Iniciante e Surdos. Neste dia também rolaram disputas na Master Pro e na Feminino Mirim, categoria que já tinha como campeã antecipada a carioca Julia Duarte.

Pedro Henrique fatura etapa e circuito na Iniciante.

Iniciante Pedro Henrique, que tem 12 anos, foi o melhor do ano na categoria Iniciante. Ele chegou a Itacoatiara na liderança do ranking, com o saquaremense Rafael Lutfy bem próximo, porém o niteroiense Pedro garantiu o troféu ao se classificar para a final.

Na bateria mais importante para os surfistas com até 14 anos de idade, Rafael estava vencendo, mas Pedro atacou uma direita perto do final, pulou pra frente e comemorou também sua segunda vitória no ano. Rafael, campeão do ano na Infantil, ficou em segundo, Ruan Antony em terceiro e Marcos Rangel em quarto no evento.

Mirim Na Mirim, o cearense que compete pelo Rio Cauã Costa também chegou na competição como primeiro na lista dos melhores, e também garantiu o caneco de 2018 ao se classificar para a final. A última bateria dos surfistas com até 16 anos foi muito disputada, principalmente entre Cauã e o paraibano que vive em Niterói, Gustavo Henrique.

Gustavo chegou a final depois de dar um show e um susto enorme na galera. Na semi ele destruiu uma direita com três potentes manobras de frontside e arrancou a maior nota de todo o Itacoatiara Open de Surf: 9,50 pontos.

Empolgado, dropou uma craca pra esquerda, partiu para um floater e voltou voado até a base, quando caiu da prancha. Foi um momento de extrema radicalidade. Quando ele surgiu na superfície da água acenou para os seguranças pedindo auxílio. Ele saiu carregado da água, mas por sorte tudo não passou de um susto ele e foi para a final e venceu por pouco o Cauã. Valentino Belga (3º) e o campeão da Iniciante Pedro Henrique (4º) completaram o pódio.

Costão de Itacoatiara oferece boas ondas para o domingo decisivo.

Feminino Mirim A categoria Feminino Mirim já tinha uma campeã: Julia Duarte. A carioca não pode participar da competição pois seguiu para a Califórnia para representar o Rio e o Brasil no mundial júnior da ISA, que começa no próximo dia 27 em Huntington Beach. O time do Rio no mundial, composto por Julia, Maju Freitas e Anne dos Santos, recebeu uma ajuda da FESERJ de R$ 1.500,00 cada para auxiliar nos custos da viagem. Boa sorte atletas!

Então quem brilhou no Itacoatiara Open de Surf foi a cearense que atualmente mora no Recreio dos Bandeirantes Tainara Vieira. Com um surf bonito e sólido, ela dominou as ações nas pesadas ondas e superou Mariana Areno (2ª), Lais Costa (3ª) e Nathalia Ribeiro (4ª).

Surdos Na categoria Surdos quem entrou numa maior sintonia com o mar foi André Menezes, que agora é tetracampeão carioca. Em segundo na etapa ficou Pablo Jesus e em terceiro Herivelto.

Master Pro O Itacoataiara Open de Surf fechou o Circuito Carioca Amador de 2018 e também valeu como segundo e penúltimo evento do ano para a categoria Master Pro. Os surfistas deram um verdadeiro espetáculo com manobras expressivas e tubos nas bombas do pico niteroiense.

O grande destaque da competição foi o vencedor da primeira prova, realizada em Cabo Frio, o ex-top da elite do surf Raoni Monteiro, de Saquarema. Raoni passou bem pela primeira fase e no round 2 correu perigo, pois depois de liderar por um bom tempo levou a virada do carioca Angelo Hereda e sofreu pressão de Claudemir Lima, porém avançou na segunda posição.

Na finalíssima não teve pra ninguém. Após um início forte de Marcelo Bispo, que na semi marcou uma nota 8.00, Raoni pegou uma esquerda e uma direita e abriu larga vantagem. O local do Arpoador Bispo foi o que mais se aproximou do líder e terminou em segundo lugar, seguido de Angelo (3º) e do local Raphael Guimarães (4º).

Final de temporada O Circuito Carioca Amador chegou ao fim após cinco etapas, sendo três de nível 1000 e duas de nível 500, e depois de passar por Maricá, Cabo Frio, Rio de Janeiro e Saquarema, além de Niterói.

Neste ano de 2018 a FESERJ realizou não só o circuito de base, mas também o Profissional, que teve como campeão o saquaremense João Chianca, além da Master Pro, criada para valorizar os atletas que sempre representaram muito bem o estado e o Brasil no mundo. Agora vai ser a vez dos masters seguiram para a Prainha, o Santuário do Surf Carioca, para a última prova.

O Itacoatiara Open de Surf 2018 teve o patrocínio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer da Prefeitura de Niterói. Apoio: Acquatic e Dreamin. Apoio institucional: Associação de Surf de Niterói (ASN) e divulgação do programa Surfland. A organização e realização é da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ).

Itacoatiara Open de Surf 2018

Resultados

Mirim

1 Gustavo Henrique
2 Cauã Costa
3 Valentino Belga
4 Pedro Henrique

Campeão do circuito Cauã Costa

Feminino Mirim

1 Tainara Vieira
2 Mariana Areno
3 Lais Costa
4 Nathalia Ribeiro

Campeã do circuito Julia Duarte

Iniciante

1 Pedro Henrique
2 Rafael Lutfy
3 Ruan Antony
4 Marcos Rangel

Campeão do circuito Pedro Henrique

Surdos

1 André Menezes
2 Pablo Jesus
3 Herivelto

Campeão do circuito André Menezes

Master Pro

1 Raoni Monteiro
2 Marcelo Bispo
3 Angelo Hereda
4 Raphael Guimarães

Feminino Infantil

1 Luana Paes
2 Allany Tuze
3 Leticia Calleia
4 Juliana Alvarez

Campeã do circuito Luana Paes

Petiz

1 Nathan Hereda
2 Pablo Gabriel
3 Raoni Sampaio
4 João Victor Coutinho

Campeão do circuito Nathan Hereda

Infantil

1 Rafael Lutfy
2 Rickson Falcão
3 Caique Nunes
4 Pablo Gabriel

Campeão do circuito Rafael Lutfy