Pablo brilha no Costão

Pablo Gabriel participa de três finais da última etapa do Circuito ASN Nova Geração e conquista o ranking Petit de maneira invicta.

0
Pablo Gabriel participa de três finais na etapa decisiva do Circuito ASN Nova Geração.

A terceira e última etapa do Circuito ASN Puro Suco Nova Geração 2019 foi realizada no último sábado (7) em um dia de sol, praia cheia e altas ondas no canto da pedra do Costão, Itacoatiara, Niterói (RJ).

Os melhores surfistas de até 14 anos do Estado do Rio de Janeiro compareceram e aproveitaram as boas condições do mar, proporcionando um show de surfe em disputas emocionantes.

Pablo Gabriel chegou nas finais das três categorias que participou, surfou muito durante todo campeonato, venceu a etapa na Iniciante e Petit, terminou em terceiro na Infantil, além de se sagrar campeão do ranking da Petit de forma invicta, chegando a 4.000 pontos.

Outro que impressionou a todos foi o Rickson Falcão. O atual campeão estadual Sub 12 compareceu em Itacoatiara e apresentou um surfe de gente grande com fortes manobras no crítico das ondas, faturando o título da etapa na sua categoria.

A principal revelação do ano foi Luí da Matta. O pequeno niteroiense de apenas 6 anos já participava do Festival Surf Campeão e neste ano se iniciou nas competições. Na primeira etapa ele avançou para a final sempre representando Niterói em suas baterias, e nesta terceira etapa ele chegou no lugar mais alto do pódio, carimbando seu nome na galeria dos campeões da ASN.

Rickson Falcão domina as ações na categoria Infantil.

Iniciante

A cada evento essa geração demonstra uma grande evolução e a categoria Iniciante refletiu bem isso. O cabofriense Pablo Gabriel de apenas 10 anos acertou uma forte batida de backside que fez a diferença na sua pontuação e garantiu o título entre atletas de até 14 anos. Deryck Hoida escolheu ondas longas e com uma boa leitura delas, manobrou com consistência para chegar na segunda colocação. Com isso ele garantiu sua convocação para o Time ASN em 2020.

Pedro Henrique Lima é outro da nova geração cabofriense. Ele tinha chances matemáticas para se tornar campeão do ranking, encontrou uma esquerda extensa no final da bateria, mas só conseguiu pular para a terceira posição. O carioca Igor Shibata abriu forte a bateria e começou na liderança, mas foi vendo seus oponentes encontrarem ondas de qualidade e terminou em quarto. Na disputa direta contra o Pedro Henrique Lima pelo título da temporada, Igor somou 2843 pontos e se tornou o campeão do ranking na principal categoria do circuito.

Infantil

O saquaremense Rickson Falcão abriu a bateria com duas boas manobras em uma esquerda e começou na liderança. Antes do término acertou duas fortes batidas para sacramentar sua vitória na Infantil. Nathan Hereda encontrou uma longa esquerda nos instantes finais e conseguiu pular da quarta para a segunda colocação. Com isso ele chegou a 3800 pontos e se tornou o campeão do circuito. Pablo Gabriel se envolveu em uma interferência no início da final e parou em terceiro. O buziano Kaleo Brito completou a decisão na quarta posição.

Feminino Infantil

A carioca Sarah Ozório escolheu boas esquerdas e acertou as melhores manobras da bateria final para vencer a etapa e o ranking da Feminino Infantil. Paloma Olivero terminou em segundo e como esse foi o último evento do ano que contou 500 pontos para o ranking da Feserj, ela conseguiu a pontuação suficiente para se sagrar campeã estadual. Allany Tuze finalizou em terceiro e Sofia Tinoco ficou em quarto.

Sarah Ozório leva a melhor na Feminino Infantil.

Petit

Pablo Gabriel surfou muito acima de seus concorrentes da Petit, venceu a etapa com folga e se tornou o único campeão de ranking com 100% de aproveitamento. Ramon Kurpan acertou uma boa batida de backside e garantiu o segundo posto. João Pedro Peixoto é outro da novíssima geração niteroiense que já demonstra disposição para dropar as ondas da série e surfou longas esquerdas para finalizar em terceiro. Sofia Tinoco também disputou a final da Feminino Infantil e era a única menina nesta decisão, fechando sua participação em quarto.

Pré-Petit

A categoria para surfistas de até 8 anos é uma das mais legais do circuito, pois tem um maior envolvimento da torcida e por contar com o apoio de pais, tios e treinadores dentro da água, reforçando os laços familiares e de amizade entre os envolvidos. Além da decisão da etapa essa bateria ainda contava com uma disputa particular entre três surfistas pelo título do ano, o niteroiense Davi Monteiro, o saquaremense Vinicius Diniz e o local do Recreio Eduardo Soares.

Mas quem roubou a cena foi o Luí da Matta que escolheu a melhores ondas da bateria e se sagrou o campeão da etapa, fazendo a festa da torcida na areia. Vinicius Diniz cometeu uma interferência mas mesmo assim assegurou o segundo lugar no campeonato. Ele chegou a 3.510 pontos e conquistou o título do ranking.

Davi Monteiro é outro pequeno surfista que já está botando pra baixo nas séries em Itacoatiara. Ele surfou uma boa direita mas ficou precisando da segunda onda boa e finalizou em terceiro. Eduardo Soares fez as melhores apresentações desta categoria nas duas rodadas anteriores, mas na decisão não encontrou ondas com mais qualidade e terminou em quarto.

Na entrega dos prêmios a alegria tomou conta de todos os presentes. Com a realização deste campeonato, a Associação de Surfe de Niterói (ASN) concluiu seu calendário de eventos em 2019.

O Circuito ASN Puro Suco Nova Geração 2019 teve patrocínios da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer da Prefeitura de Niterói, Lanchonete Puro Suco, Pena, Prabhu Universo dos Brinquedos, Mini Use, Areia Biquínis, Guara Crac e Pranchas Bou.