Brasil prepara o show

Com premiação recorde e muitas novidades, circuito mundial de bodyboarding desembarca em Itacoatiara entre os dias 16 e 27 de junho.

0
Tony D'Andrea
Uri Valadão é um dos brasileiros confirmados no Itacoatiara Pro, etapa do Circuito Mundial de Bodyboarding que começa dia 16 de junho, em Niterói.

Desde 2012 no calendário de eventos do Circuito Mundial de Bodyboarding, o Itacoatiara Pro, que chega a sua sétima edição nesse ano, consolidou sua posição como uma das principais competições do esporte ao redor do mundo.

Para a edição de 2018, que acontece entre os dias 16 e 27 de junho, o evento entra no seleto grupo de etapas especiais, chamadas de World Grand Slams, com pontuação maior na definição dos campeões da temporada.

Inclusive, as etapas WGS apresentam um formato inédito no Circuito Mundial e que serão implementados pela primeira vez no Brasil. As triagens continuam com o mesmo formato, abertas para todos os atletas e com baterias de quatro competidores.

No entanto, nesse ano apenas os quatro primeiros colocados dos trials avançam para a fase principal do torneio, completando um grupo de 32 atletas formado pelos top-24 e mais quatro convidados, os chamados wildcards.

E é aí que começa a novidade. Os 32 atletas são divididos em oito baterias com quatro competidores cada, sendo que todos caem três vezes na água, em baterias alternadas. A soma das três melhores ondas de cada atleta, independente da bateria, serão válidas para classificar os 16 melhores para o Round 4. A partir da quarta fase os atletas se enfrentam em baterias no formato homem a homem até a definição da final que apontará o campeão do evento.

Perez
Atual campeão mundial, sul-africano Iain Campbell é um dos favoritos ao título.

Segundo a APB, entidade que rege o esporte ao redor do mundo, esse novo formato foi pensando para dar mais oportunidades aos atletas, elevar o nível de competição e tornar o evento mais atrativo ao público. Com 12 de “janela de espera”, a competição precisa de apenas quatro para ser definida o que dá a organização a possibilidade de escolher as melhores condições dentro do período para que os atletas possam competir.

Pelo Brasil, quatro atletas já estão confirmados no evento principal por fazerem parte dos top-24. O baiano Uri Valadão, campeão mundial em 2008 e atual líder do ranking brasileiro, o cearense Roberto Bruno, pentacampeão brasileiro, Dudu Pedra, atleta local e exímio big rider, e Eder Luciano, tricampeão mundial do ISA Bodyboarding Games.

Entre os atletas estrangeiros a lista é encabeçada pelo atual campeão mundial, Iain Campbell (África do Sul), e conta ainda com o bicampeão mundial Pierre Louis Costes (França), além de Jared Houston (sul-africano campeão mundial em 2015) e Amaury Lavernhe (atleta de Ilhas Reunião, bicampeão mundial), ambos com títulos do Itacoatiara Pro no currículo.

Tim McKenna
Jared Houston já ganhou etapa no Brasil.

Itacoatiara Pro Série Brasil

Continuando com as novidades para a temporada 2018 a organização do Itacoatiara Pro anunciou também a realização da segunda etapa do Circuito Brasileiro 2018, com início no dia 28 de junho e término dia 01 de julho. O evento ocorre logo após o término da janela do mundial e é aberto para as categorias Profissional Masculino, Profissional Feminino, Open Masculino, Open Feminino, Master Masculino e Sub-18 Masculino.

Com a confirmação dos dois eventos, o Itacoatiara Pro distribuirá mais de R$ 135 mil em premiação sendo a maior competição da temporada 2018 no Brasil. As inscrições para o evento estão abertas e podem ser feitas aqui.

“As ondas de Itacoatiara são ideais para a prática do Bodyboard e sediar o mundial com sucesso todos esses anos confirma o que nós sempre soubemos. O Itacoatiara Pro terá sempre nosso apoio”, ratifica o Secretário Municipal de Esportes, Luiz Carlos Gallo.

Galeria de campeões do Itacoatiara Pro

2012 Dave Winchester (Austrália)
2013 Amaury Laverhne (Ilhas Reunião)
2014 Jared Houston (África do Sul)
2015 Amaury Laverhne (Ilhas Reunião) e Tanner McDaniel (Havaí – Pro Junior)
2016 Alex Uranga (País Basco), Isabela Sousa (Brasil) e Diego Gomes (Brasil – Pro Junior)
2017 Diego Cabreara (Ilhas Canárias), Ayaka Suzuki (Japão) e Nelson Flores (Chile – Pro Junior)