O destino final

Depois de cruzar a América Latina de kombi, Antônia Wallig e Clarissa Del Fabbro finalizam o Projeto Rekombinando na receptiva Califórnia (EUA).

0

Chegamos ao nosso destino final, a Califórnia, que na verdade foi a desculpa para conhecer a toda a América. Entramos nos Estados Unidos pelo Texas, sem burocracia, e tivemos que atravessar o Arizona para chegar à Califa.

Era em um dia recorde de calor, ao meio-dia o termômetro marcava 46ºC graus, e nossa Kombica já havia quebrado o ar-condicionado há alguns meses. Ficamos duas horas almoçando no ambiente climatizado do restaurante até sair novamente. Preferimos deixar as janelas fechadas, pois o ar que entrava da rua do deserto que desenhava cactos era muito quente. Nos encontramos no cenário do cartoon do Papa Léguas. A Califórnia nos esperava linda com seu sol e nossa família nos aguardava para comemorar o fim da nossa aventura.

A troca de cenário foi chocante do terceiro ao primeiro mundo de Hollywood, nos sentimos em um filme. E, como em todos os países em que passamos, também fomos muito bem recebidos pelos locais, os norte-americanos. Estacionamos nossa kombi em um camping em Cardiff, San Diego, que celebrava um encontro de mulheres surfistas chamado Wahine Kai Surf Club. Fomos convidadas por Laura Klees, foram dias de evento, workshops e surfe. Fizemos um workshop de serigrafia com as meninas, surfamos e compartilhamos nossas experiências como surfistas.

Quando estávamos no Panamá, em Bocas del Toro, conhecemos um surfista americano, o Stephen. Ele é professor de história, na High School em Costa Mesa, em Los Angeles, e nos convidou para fazer uma palestra para a turma dele. Foi uma experiência incrível. Ele nos relatou que nos EUA o índice de suicídio é muito elevado nesta faixa etária, que inclusive ocorreu com alguns alunos da escola, e que levar um projeto como o nosso seria algo que inspiraria eles a viver. E isto ficou em nossos corações, e esperanças.

Curtimos alguns dias por lá com a família que foi nos receber, finalizamos as filmagens, pegamos umas ondas no gélido mar do Pacífico e levamos a Gabriela na tão sonhada Disney. “Fui de Kombi do Brasil para Disney”, disse ela. Recompensa mais que esperada para nossa ajudante mirim que fez tantos amigos pelo caminho.

Assim, com o coração leve e feliz que nos despedimos da kombi. Ela foi levada pelo João e Samantha (pais da Antônia) até Miami, e enviada por container de navio até o Brasil (que por sinal continua embargada no porto). Nós seguimos nossos rumos, sabendo que tocamos o coração de famílias e crianças com nossas aventuras de paixão e doação.

Emocionando com as muitas horas de registros por nossas câmeras. E continuamos com fé, seguindo pra outra fase do Projeto, o desenvolvimento do documentário, persistentes para que a nossa mensagem de amor, saúde e liberdade chegue para quem quiser ver e curtir junto conosco essa louca e incrível aventura pelas terras da nossa América atual e de outrora.

Acompanhe os próximos passos do Projeto pelo Instagram, Facebook ou site.

Agradecimentos especiais a presença dos amigos que nos ajudaram no Catarse para financiar o câmera na segunda etapa e aos nossos apoiadores*. As cofundadoras Antônia Wallig, Clarissa Del Fabbro, Christie Meditsch e amigos presentes: Rubens de Oliveira Peixoto, Marcio Machado, Eduardo Linderman, Fabiano Sperotto, Thomaz Crocco, Luciana Nunes, Samantha Wallig, Dhyana Mincarone, familiares, aos nossos “professores” e ao Zé. Aos nossos anjos Marieta Chaves Barcellos e Ivete Lansarin. E aos amigos que fizemos e nos apoiaram no Trajeto, Renee Volkman, surfista Daniel Olmos, Jorge Aruca, Sonia Barreda, Titi e Antônio.

*Nosso projeto contou com a o apoio de Capellini Filmes, Liquid Trips, Sal Garopaba, Tris materiais escolar, TokStok, Cia do Fusca, Surfari, Squame, Nainoa Ferrugem, Villaget, Fernanda Sica e Waves Brasil.