Construção fecha o pico

Obras para um grande empreendimento fecham o acesso para surfistas em Serangan, costa leste de Bali.

0
Serangan é um dos picos mais consistentes da ilha de Bali.

Surfistas estão impedidos de acessar por terra o reef break de Serangan, costa leste de Bali, em mais uma grande construção que expõe os problemas do turismo desenfreado na paradisíaca ilha indonésia.

“Os investidores fecharam o acesso para todos os surfistas”, comenta Curtis Lowe, diretor da associação Project Clean Uluwatu. De acordo com o site Surfline, ainda não é certo o motivo da construção, mas a empresa responsável pela obra diz que o local se tornará “um modelo balinês de turismo”.

Já o site Bali Waves relata que o acesso às ondas pode ser feito apenas por barcos. Pescadores locais ainda conseguem entrar, mas são escoltados por seguranças, e os tradicionais warungs do local já foram demolidos ou retirados.

Astrid Caesaria
Vista aérea do pico balinês.

Outro comerciante da área confirmou que o portão de entrada para Serangan foi fechado para obras de infraestrutura em maio deste ano e que ainda não foi aberto. Já o surfista local Marlon Gerber não escondeu sua insatisfação.

“Eles querem um monte de ônibus cheios de chineses aqui”, diz Gerber. “Assim como em Pandawa Beach (local de outro empreendimento de grande escala perto de Nusa Dua), eles querem todas as praias assim porque isso gera muito dinheiro”, revela o surfista profissional.

Com capacidade para aguentar ondas de meio a 4 metros, Serangan é um dos picos mais consistentes da ilha de Bali. Bastante popular, ele recebe desde iniciantes até profissionais.