Tubarão ataca na Austrália

Surfista de 41 anos é atacado por tubarão em Byron Bay, Austrália.

0
Prancha do surfista de 41 anos atacado por tubarão em Byron Bay, Austrália.

Um surfista de 41 foi atacado por um tubarão na manhã deste domingo, por volta das 6:40h, na praia de Belongil, em Byron Bay, Austrália.

De acordo com o site Stabmag.com, ele está em situação crítica, mas estável, e foi levado ao hospital Gold Coast University, onde passa por uma cirurgia que deve durar várias horas.

Embora Belongil esteja sem patrulhamento, o ataque provocou o fechamento da praia principal e de outros picos patrulhados em Byron. Uma reação compreensível, já que Belongil está na mesma faixa de areia da praia principal e de The Pass, pico que sempre costuma atrair o crowd.

Depois de ser mordido na perna por um jovem tubarão-branco, aparentemente, o surfista retornou à costa, pedindo ajuda e alertando outros surfistas para o ataque.

“Assim que meu amigo voltou ao outside, ele se sentou em sua prancha e imediatamente um tubarão bateu por baixo, derrubando-o da prancha”, disse Dane Davidson ao ABC.

“Houve muita água espirrando e ele começou a gritar. Eu estava enlouquecendo. Ouvi os gritos que ele estava dando na água e aí eu vi um pedaço de sua prancha flutuando, foi quando percebi que era muito ruim”.

Belongil BeachRobbieSthGoldy
Praias de Byron Bay são fechadas depois de ataque.

Davidson disse que ele remou com seu amigo de volta para a praia. “Nós não percebemos até que estávamos na praia que havia um grande pedaço retirado de sua perna, então havia muito sangue”, disse ele.

Dane e outros surfistas e banhistas usaram um leash para fazer um torniquete rápido para estancar o fluxo de sangue na ferida. Paramédicos e salva-vidas logo assumiram o controle antes que a vítima fosse levada ao hospital.

De acordo com o Departamento de Indústria Primária de New South Wales, o que sobrou da prancha de surfe do homem será avaliada para confirmar a espécie de tubarão como um grande e jovem tubarão-branco. O tamanho do tubarão, no entanto, permanece desconhecido.

Embora Byron Bay e outras regiões do Centro-Norte da costa tenham uma ampla oferta de vigilância técnica para detectar tubarões, o tubarão responsável por este ataque não foi detectado pela “estação de escuta” na praia de Clarke – o que significa que o tubarão não foi identificado. O helicóptero de observação de tubarões também foi implantado, mas devido às condições atuais – um aumento significativo de swell e vento – será difícil encontrar este tubarão ou qualquer outro.

Este ataque é o primeiro recente ao longo das praias mais ao norte de New South Wales, após uma série de ataques de dois a três anos atrás na região. Estes ataques – predominantemente em torno de Ballina, Lennox, região de Byron – levaram a uma forte absorção de estratégias de mitigação de tubarões e, claro, muita discussão em torno do catalisador para o crescente número de avistamentos e encontros.