Italo rumo ao ouro

Italo Ferreira chega de surpresa em Miyazaki, entra na água faltando nove minutos para o fim de sua bateria, surfa de bermuda jeans e prancha emprestada, mas vence na estreia dos homens no ISA World Surfing Games.

0
Italo Ferreira vence com fortes emoções na primeira fase do ISA Games.

Depois do vice-campeonato de Silvana Lima em Miyazaki, foi a vez de os homens estrearem nesta terça-feira (10) no ISA World Surfing Games do Japão.

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

E a maior surpresa do dia foi a chegada relâmpago de Italo Ferreira à praia de Kisakihama, palco do evento. Faltando nove minutos para o fim de sua bateria, ele vestiu a lycra, entrou rapidamente na água – ainda de bermuda jeans – e descolou um aéreo de 8.33 pontos para vencer a disputa.

Mesmo com a quarta prioridade na bateria, o potiguar conseguiu anotar 13.46 pontos no total para derrotar o argentino Leandro Usuna (2º), o mexicano Dylan Southworth (3º) e o norueguês Frode Goa (4º), carimbando o passaporte à segunda fase do evento.

“Foi uma das coisas mais loucas que já fiz!”, exclama Italo, que na última semana teve seu passaporte furtado em Santa Mônica, Califórnia (EUA).

O milagre de Miyazaki: Italo Ferreira faz a alegria da equipe brasileira no Japão.

Ele correu contra o tempo nos últimos dias para agilizar um novo visto de entrada ao Japão e conseguiu o carimbo em cima hora. Nesta terça, ele saiu direto do aeroporto rumo ao pico e precisou surfar com a prancha emprestada de Filipe Toledo.

“Foi uma semana maluca. Há algumas horas estava na embaixada americana conseguindo o visto, peguei o primeiro voo para o Japão e faltando alguns minutos consegui entrar na bateria”, comenta Italo ao jornalista Pablo Zanocchi, do Dukesurf.

“Os juízes nem viram que entrei na água, não havia bandeira de prioridade para mim. Comecei com a prioridade quatro e consegui pegar as ondas com esta bermuda e a prancha do Filipe. Tudo parecia perdido para mim, mas no final as coisas deram certo”, acrescenta o surfista de Baía Formosa.

Quem também largou com vitória em águas japonesas foi o atual líder do Championship Tour, Filipe Toledo. O brasileiro anotou 14.27 e dominou as ações da segunda bateria do dia, avançando ao lado do mexicano Alan Cleland Jr.

Fernando Aguerre, presidente da ISA, ao lado de Gabriel Medina, Filipe Toledo e Kelly Slater no quarto dia do Mundial.

Já Gabriel Medina deve fazer sua estreia ainda hoje (quarta-feira no Japão). Ele está escalado na 34ª bateria da primeira fase contra o guatemalteca Cheyne Purcell, o mexicano Jhony Corzo e o argentino Martín Passeri.

Outro destaque desta terça-feira foi a participação do onze vezes campeão mundial Kelly Slater. Ele competiu novamente um evento da ISA depois de 29 anos e venceu a sua bateria de estreia. O triunfo veio depois de um duelo particular contra o irlandês Gearoid McDaid, também classificado.

“Não competia pelo time norte-americano desde o Mundial da ISA de 1990, coincidentemente também no Japão. Por isso voltar aqui me traz grandes memórias”, afirma Slater.

“É realmente legal estar aqui e ver tantos surfistas talentosos de locais menos desconhecidos. Indonésia e Marrocos são exemplos de países que têm potencial e foram muito bem hoje. Seria interessante se um atleta desses locais ganhasse”, completa.

Visual do ISA World Surfing Games 2019 em Kisakihama Beach.

Uma nova chamada acontece nesta terça-feira (10) às 20 horas (de Brasília). O evento é transmitido ao vivo pelo Waves.

Os resultados completos podem ser acessados pelo site da International Surfing Association.