Brazucas vão pra cima

Gabriel Medina dá show no Billabong Pipe Masters; Filipe Toledo, Italo Ferreira e outros candidatos ao título mundial também avançam à terceira fase.

0
Gabriel Medina registra 17.30 pontos na primeira fase do Billabong Pipe Masters

Os cinco candidatos ao título mundial avançaram à terceira fase do Billabong Pipe Masters, etapa decisiva do Championship Tour 2019. Em ondas de 2,5 metros e boa formação, os Tops entraram em cena nesta terça-feira (10/12) e a sensação do dia foi o bicampeão mundial e vice-líder do ranking Gabriel Medina, autor de 17.30 pontos em 20 possíveis.

Clique aqui para ver as fotos

Clique aqui para ver o vídeo

Também seguiram adiante Kolohe Andino (5º), Jordy Smith (4º), Filipe Toledo (3º) e Italo Ferreira, atual líder do Tour.

Kolohe foi o primeiro a ir para a água e não precisou de muito para avançar. Com 2.27 e 5.00 nas duas últimas ondas, o californiano superou o conterrâneo Griffin Colapinto e o brasileiro Jadson André, que caiu para a repescagem precisando de apenas 1.51.

Na sequência, Filipe Toledo somou 5.83 e 6.10 para comandar a dobradinha com o compatriota Deivid Silva, segundo colocado com 3.30 e 2.77.

Logo no início da bateria, Filipe botou pra dentro de um belo tubo para o Backdoor, mas se desequilibrou na saída e perdeu a chance de fazer uma nota expressiva. O atual terceiro colocado no ranking não se abalou e entubou para os dois lados, ficando em situação tranquila no confronto.

A disputa foi marcada ainda pela contusão do neozelandês Ricardo Christie. Depois de investir no Backdoor, Christie se chocou com a quilha da prancha e saiu da água com um corte na canela, abandonando a bateria e deixando o caminho livre para os adversários.

Filipe Toledo também vence na estreia em Pipe.

O quarto confronto do dia teve a classificação do sul-africano Jordy Smith, quarto no ranking, mas atrás do brasileiro Peterson Crisanto, vencedor do duelo com 4.33 e 3.03, contra 2.50 e 4.83 de Jordy. A terceira posição ficou com o português Frederico Morais, autor de apenas 1.20 e 1.40.

Para levantar a plateia em Pipeline, o bicampeão mundial Gabriel Medina não economizou nos canudos e fez a torcida vibrar com três ótimas ondas. Depois de abrir o placar com 7.00 pontos, Medina seguiu em ritmo intenso e surfou duas ondas ainda melhores (8.50 e 8.80).

Na briga pela segunda vaga, o brasileiro Willian Cardoso levou a melhor com um bom tubo avaliado em 6.33 e 1.23 em outro canudo não concluído, deixando para trás o havaiano Imaikalani Devault, vice-campeão da triagem em Pipeline.

Italo Ferreira avança em segundo lugar.

O quinto e último candidato a se apresentar foi Italo Ferreira, líder da temporada. O brazuca mostrou muita disposição e lutou pela vitória, mas quem roubou a cena foi o havaiano Billy Kemper, vencedor da triagem. Com um belo canudo para o Backdoor, Kemper obteve 9.40, maior nota do dia até o momento, e garantiu a primeira posição com 6.23 em sua segunda melhor onda, também para a direita.

Já Italo descolou 4.50 e 6.17, garantindo o segundo lugar de forma tranquila, à frente do compatriota Michael Rodrigues, que anotou 3.00 e 2.60.

Na repescagem, Michael novamente se deu mal e perdeu a chance de brigar pela permanência na elite da WSL. Sua bateria foi vencida pelo compatriota Jadson André, que agora vai encarar o amigo e conterrâneo Italo Ferreira na abertura da terceira fase.

Quem também segue firme é Yago Dora, que derrotou o neozelandês Ricardo Christie e o francês Jeremy Flores.

A próxima chamada acontece nesta quarta-feira, às 15h (horário de Brasília), e a previsão é novamente de ótimas ondas em Banzai Pipeline.

Confira mais detalhes em nossas próximas atualizações.

Round 3

1 Italo Ferreira (BRA) x Jadson André (BRA)
2 Peterson Crisanto (BRA) x Conner Coffin (EUA)
3 Owen Wright (AUS) x Yago Dora (BRA)
4 Julian Wilson (AUS) x Willian Cardoso (BRA)
5 Filipe Toledo (BRA) x Ricardo Christie (NZL)
6 Ryan Callinan (AUS) x Jack Freestone (AUS)
7 Seth Moniz (HAV) x Billy Kemper (HAV)
8 Kelly Slater (EUA) x Joan Duru (FRA)
9 Gabriel Medina (BRA) x Imaikalani Devault (HAV)
10 Wade Carmichael (AUS) x Caio Ibelli (BRA)
11 John John Florence (HAV) x Ezekiel Lau (HAV)
12 Kanoa Igarashi (JAP) x Soli Bailey (AUS)
13 Jordy Smith (AFR) x Jessé Mendes (BRA)
14 Adrian Buchan (AUS) x Griffin Colapinto (EUA)
15 Michel Bourez (FRA) x Deivid Silva (BRA)
16 Kolohe Andino (EUA) x Sebastian Zietz (HAV)

View this post on Instagram

🇧🇷 @gabrielmedina faz bonito e estreia com vitória em Pipeline. Ele é um do três brasileiros com chances de título mundial no Havaí. 🎤: @fernandoiesca #BillabongPipeMasters #TripleCrownOfSurfing #Hawaii

A post shared by Waves (@wavesbr) on

View this post on Instagram

🇧🇷 @filipetoledo demonstra sintonia com as ondas havaianas e estreia com vitória no Billabong Pipe Masters. Ele é um do três brasileiros com chances de título mundial no Havaí. 🎤: @fernandoiesca #BillabongPipeMasters #TripleCrownOfSurfing #Hawaii

A post shared by Waves (@wavesbr) on

View this post on Instagram

🇧🇷 @yagodora literalmente decola em Pipeline e vence sua bateria do segundo round. 🎤: @fernandoiesca #BillabongPipeMasters #TripleCrownOfSurfing #Hawaii

A post shared by Waves (@wavesbr) on

View this post on Instagram

🇧🇷 @jadsonandre faz bonito em Pipeline e encontra bons tubos na série para vencer sua bateria do segundo round. 🎤: @fernandoiesca #BillabongPipeMasters #TripleCrownOfSurfing #Hawaii

A post shared by Waves (@wavesbr) on