Cenários do título

Italo Ferreira, Gabriel Medina, Jordy Smith, Filipe Toledo e Kolohe Andino são os candidatos ao título mundial. Confira todas as possibilidades.

0
Os candidatos ao título mundial: Jordy Smith, Gabriel Medina, Italo Ferreira, Filipe Toledo e Kolohe Andino.

A janela para a realização do Billabong Pipe Masters abriu neste domingo (8), porém as ondas pequenas no pico havaiano e a boa previsão para os próximos dias levaram a WSL a adiar o início da competição. O título mundial vai ser definido neste evento e cinco surfistas estão na briga: Italo Ferreira, Gabriel Medina, Filipe Toledo, o sul-africano Jordy Smith e o norte-americano Kolohe Andino.

O cenário da disputa é emocionante e o campeão pode até ser definido em uma segunda final 100% brasileira na história do Billabong Pipe Masters. A primeira foi em 2015, quando Adriano de Souza conquistou o segundo título mundial seguido do Brasil, vencendo o campeão da Tríplice Coroa Havaiana, Gabriel Medina.

Pode ser qualquer combinação entre os três e até Jordy entra nesta batalha final, desde que não seja contra o líder, Italo. Mas, se for entre o potiguar e o Medina ou Filipe, ou entre Medina e Filipe ou Jordy, a vitória vale o troféu de campeão mundial.

Mas, o título pode ser decidido antes para Italo Ferreira, dependendo do seu desempenho nas ondas de Pipeline, ou do tropeço dos outros concorrentes. Então, acompanhem desde o início, com as probabilidades mudando a cada fase do Billabong Pipe Masters, o que os outros precisam para superar a pontuação do líder, a cada possível resultado do potiguar.

Italo pode ser campeão até perdendo na terceira fase, se:

– Gabriel Medina e Filipe Toledo perderem até a terceira fase;

– Jordy Smith não chegar nas quartas de final;

– Kolohe Andino não chegar na final do Pipe Masters.

Se passar para as oitavas de final, será campeão se:

– Gabriel Medina não passar para as quartas de final;

– Filipe Toledo não chegar nas semifinais;

– Jordy Smith não chegar na final;

– Kolohe Andino não vencer o Pipe Masters.

Se passar para as quartas de final, será campeão se:

– Gabriel Medina não passar para as semifinais;

– Filipe Toledo não chegar na final;

– Jordy Smith não vencer o Pipe Masters;

– Kolohe Andino sai da briga do título.

Se passar para as semifinais, será campeão se:

– Gabriel Medina não passar para a final;

– Filipe ou Jordy não vencerem o Pipe Masters.

Se passar para a final, festeja o título se:

– Medina ou Filipe não vencerem o Pipe Masters;

– Jordy sai da briga do título mesmo com a vitória.

Finais que a vitória vale o título mundial:

– Italo Ferreira x Gabriel Medina;

– Italo Ferreira x Filipe Toledo;

– Gabriel Medina x Filipe Toledo;

– Gabriel Medina x Jordy Smith;

– Filipe Toledo x Jordy Smith.

O prazo do Billlabong Pipe Masters vai até 20 de dezembro no Havaí. As disputas ao vivo serão transmitidas aqui no Waves.

Primeira fase do Billabong Pipe Masters

1 Kanoa Igarashi (JPN), Conner Coffin (EUA), Soli Bailey (AUS)
2 Kolohe Andino (EUA), Griffin Colapinto (EUA), Jadson André (BRA)
3 Filipe Toledo (BRA), Deivid Silva (BRA), Ricardo Christie (NZL)
4 Jordy Smith (AFR), Peterson Crisanto (BRA), Frederico Morais (PRT)
5 Gabriel Medina (BRA), Willian Cardoso (BRA),
6 Italo Ferreira (BRA), Michael Rodrigues (BRA),
7 Owen Wright (AUS), Jack Freestone (AUS), Leonardo Fioravanti (ITA)
8 John John Florence (HAV), Adrian Buchan (AUS), Jessé Mendes (BRA)
9 Jeremy Flores (FRA), Caio Ibelli (BRA), Ezekiel Lau (HAV)
10 Kelly Slater (EUA), Michel Bourez (TAH), Sebastian Zietz (HAV)
11 Julian Wilson (AUS), Wade Carmichael (AUS), Joan Duru (FRA)
12 Seth Moniz (HAV), Ryan Callinan (AUS), Yago Dora (BRA)

Top-22 do Jeep WSL Leaderboard – ranking das 10 etapas com 1 descarte

Italo Ferreira (BRA) – 51.070 pontos
Gabriel Medina (BRA) – 50.005
3 Jordy Smith (AFR) – 49.985
Filipe Toledo (BRA) – 49.145
5 Kolohe Andino (EUA) – 44.665
6 Kanoa Igarashi (JPN) – 40.185
7 Owen Wright (AUS) – 34.780
8 John John Florence (HAV) – 33.220
9 Jeremy Flores (FRA) – 32.515
10 Kelly Slater (EUA) – 30.090
11 Julian Wilson (AUS) – 29.525
12 Ryan Callinan (AUS) – 27.535
12 Seth Moniz (HAV) – 27.535
14 Wade Carmichael (AUS) – 26.760
15 Michel Bourez (TAH) – 25.900
16 Caio Ibelli (BRA) – 24.895
17 Adrian Buchan (AUS) – 24.565
18 Jack Freestone (AUS) – 24.120
19 Conner Coffin (EUA) – 23.345
20 Griffin Colapinto (EUA) – 22.695
21 Deivid Silva (BRA) – 21.920
22 Peterson Crisanto (BRA) – 20.290

——–outros brasileiros:

23 Willian Cardoso (BRA) – 19.930 pontos
24 Michael Rodrigues (BRA) – 19.640
25 Yago Dora (BRA) – 19.365
28 Jessé Mendes (SP) – 16.875
32 Jadson André (RN) – 13.255
35 Adriano de Souza (SP) – 8.995
43 Mateus Herdy (SC) – 1.860
45 Krystian Kymerson (ES) – 1.330
54 Alex Ribeiro (SP) – 265